Buscar

5 Passos para criar relatórios incríveis.

Atualizado: 25 de Nov de 2019




Passo 1: Desenhe suas ideias e o storyboard

Primeiro identifique os dados que você quer mostrar em seu dashboard. Eles devem ser dados que possam virar informação; métricas que usuários possam entender e trabalhar com elas. Identifique a melhor forma de visualização dessas métricas e organize os gráficos em uma maneira simétrica, estética e agradável. Que imagens, gráficos e navegação você vai incluir?


O esquema de cores é uma etapa importante também; escolha cores que complementem umas às outras e faça o desenho da visualização mais importante do seu dashboard.



Passo 2: Estruture seus dados

A estrutura de dados deve suportar as decisões que você fez no primeiro passo. Sua meta é escolher uma estrutura que melhor encaixe nos seus gráficos, drilldowns e hierarquia de suas informações. (drilldown, no Dictionary.com, é “o processo de dividir informação em um esquema hierárquico, afunilando em uma pequena área; investigação minuciosa de um tópico específico.”) Se você gastar tempo suficiente montando o roteiro gráfico do seu dashboard, a sua estrutura deveria seguir tranquila e de maneira lógica.



Passo 3: Descubra qual o melhor “agendamento para recarregar os dados”

O agendamento para recarga determina com que frequência a informação de seu dashboard será atualizada.


  • Ela deveria ser

  • Semanal?

  • Diária?

  • A cada minuto?

  • Em tempo real?


O tempo de recarga é uma das grandes vantagens para relatórios digitais: você pode atualizar as informações tão frequentemente ou com baixa frequência, conforme sua necessidade, sem recalcular os números e imprimir relatórios de papel. Ao contrário de métodos tradicionais de relatório, você escolhe o tempo de demora entre os eventos e quando os seus relatórios vão refleti-los.



Passo 4: Estabeleça permissões (Quem verá qual parte do dashboard)


Disponibilidade é outra informação vital para relatório digital: você pode organizar o acesso aos relatórios baseado em quem precisa dele. Um desenvolvedor, por exemplo, vai precisar de informações diferentes do que um cliente, e um gerente pode precisar de permissões diferentes do que um administrador. Variações de permissões permitem que você controle não somente quem pode ver, mas também compartilhar, editar, salvar, e exportar dados do dashboard.



Passo 5: Crie e distribua seu dashboard


Uma vez que você estabeleceu permissões para seu dashboard, é hora de construí-lo e distribui-lo. Com o seu dashboard em execução, você pode rever suas metas originais do passo 1 e visualizar se elas foram realizadas. Uma vez que seu dashboard está ativo, você pode rastrear informações e se familiarizar com os dados mostrados. Pense nesse passo como a linha de partida, onde sua estratégia e trabalho duro, começam a empurrar seu relatório na direção correta.

5 visualizações
tecbi logo transparente.png
partners.png
The Ocean clean UP
Feito com            pela Erah
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle